Gerenciamento de Projetos

Há anos atrás (5 a 6 anos) eu recebi da Microsoft em parceria com Senac SP, um CD apresentando uma nova versão do Projetc MS e com ele um vídeo super instrutivo do pai dos Projetos, Ricardo Vargas, com o título “Construindo Resultados com Gerenciamento de Projetos”.

Apesar dos projetos sempre existirem (de uma forma ou de outra), não era como hoje… na época poucas empresas davam valores (reais) a atuação das boas práticas, técnicas e frames de Gerencimento de Projetos. Eu particularmente, já cheguei a ouvir de gerentes de TI que isto era mais um modismo.

O tempo passou e aí está a prova! Atualemnte é uma atividade natural dentros das empresas, mas que em minha particular opinião esta atividade não é uma rotina!

Hoje vemos inúmeras faculdades oferecendo cursos de pós e MBA na  área. E ao longo deste tempo percebi também que o número de vagas para área de gerenciamento de projetos cresceu e FOI (ESTÁ SENDO) RECONHECIDA!

Hoje a função de “Administrador/Gestor de Projetos”  é  de extrema importância nas empresas.

Não mais fazer por fazer e vamos ver o que dá.  Esta ação “de fazer e ver o que dá “… creio que não voga mais (no sentido de valer).  Envolve tempo, dinheiro, pessoas,criatividade, raciocínio, …

Gerenciar um projeto não é somente estar na frente de uma máquina (computador, notebook, …), abrir o Project da Microsoft (MSProject) ou Clarizen ou qualquer outro App de gerencimento de Projetos e sair digitando… é conhecer o negócio, é analisar os recursos, é orçar, é minimizar as margens de erro (riscos), é ouvir pessoas e ideias, é conversar e colher informações com responsáveis  e pessoas conhecedoras da essência do projeto…

Processar todos estes dados e gerar informações tangíveis. É criar e inovar com estas informações. E principlamente enxergar o cenário. O MSProject é apenas uma ferramenta.

É difícil! Pois nem sempre aquele molde já aplicado no projeto anterior servirá para o próximo projeto.

Mesmo porque cada projeto é um projeto. E,  em geral, o projeto é o ponto de partida daquilo que ainda não existe, mas que ao ver o escopo, a documentação e as ações deve dar uma visão real de como ele será.

Creio que sempre teremos que usar as normas, regras das melhores práticas adequando-as a cada tipo de projeto. Acho que a chave esteja aí. Não é fácil, mas também não é uma missão impossível, né?!

Particularmente, estou retomando tudo que aprendi anos atrás e alinhando as novas diretrizes, mas voltadas a projetos em TI e Administração, que são as minhas áreas. Gerenciar riscos, capital humano  e recursos alheios  é, a cada projeto, um desafio!

Enfim… na época, quando recebi este vídeo fiquei em “estado de graça“, encantada! Pois nunca havia visto um profissional falar com tamanha segurança, conhecimento e tamanha visão sobre projetos.

E assim, como Ricardo Vargas, sou da área de exatas (porém, Análise de Sistemas) e somos educados e treinados durante toda a vida acadêmica a sermos fazedores/executores, a realizar cálculos matemáticos, codificações em mil linguagens de programação, compilação do banco de dados, vetores, pipes, fazer aquela rotina ou aquele módulo a rodar… e não a planejar. Rede Pert e suas conexões (a fundo mesmo) só fui aprender na Pós na Fatec. E que com o tempo tentei entender um pouco mais sobre PMI.

O planejamento aprendi na raça, com o tempo, com alguns livros e conforme as atividades que surgiam nas empresas em que trabalhei. A lei do interesse e da sobrevivência 😉

Ps.: Hoje não sei se todas as faculdades na graduação incluem em sua grade, aulas dedidacas ao planejamento.

Bom … só acho que todos que estão envolvidos de alguma forma com gerencimento de projetos,  indiferente se você trabalha com TI, Engenharia, Logística, … deveria ver estes vídeos que são condensados mas que ajudam a ter a visão de “exercer projetos”.

Quando o assunto é Projetos… Deus no céu e Ricardo Vargas na Terra 🙂

Parte 1/3

Parte 2/3

Parte 3/3

Um abraço, 

Luciana

http://www2.imasters.com.br/perfil/luciana_costa

https://lucianacosta.wordpress.com

Anúncios

Lei de Direitos Autorais – APRENDA A RESPEITÁ-LA!

Olá,

Indignação total elevada ao quadrado!

Tenho me deparado com sérios problemas de DIREITOS AUTORIAIS. Como sabem, sou colunista de artigos sobre Administração e Tecnologia da Informação e suas vertentes.

Também sou escritora de livros didáticos em mesma área. Vejamos os sites na qual possuem AUTORIZAÇÃO de publicação:

  • YAHOO!
  • UOL/IMASTERS
  • 40GRAUS
APENAS UM AVISO AOS IMPRUDENTES:
( e sempre que necessário nós autores – idealizadores de idéias – artigos, tutoriais e textos em geral –  a utilizamos em parceria com um advogado para levarmos a uma audiência, com já tenho feito).
E infelizmente tenho “tropeçado” em muitos sites e blogs contendo meus textos (LITERALMENTE COPIADOS NA ÍNTEGRA) sem ao menos uma referência ao real autor, no caso, eu LUCIANA COSTA.
Os encontrei (sem referência alguma) em:
  • Quem somos -> sites de “empresas de TI”
  • Trabalhos mal feitos/mal elaborados de conclusão de teses, monografias ou TCC (inúmeros erros de ortografia e gramática).
  • Blogueiros atrás de artigos. Loucos por um CTRL+C e um CTRL+V =  Seres não pensantes (com respeito as exceções, é claro!)
  • Meus artigos em muitos momentos foram alterados. Adaptaram imagens que fogem do contexto do artigo e pior: meu texto com nome de um blogueiro de plantão.
  • Encontrei trechos do meu texto em sites de empresas de auditoria em uma famosa e movimentada rua de São Paulo. (Eu disse: AUDITORIA). Agora analise comigo:
Auditoria é a Área da TI tão responsável por “manjar” de leis, análises, compromissos, sigilo e responsabilidade afim de achar imprudências e inadimplências na área financeira e informações de TI.
O que acham de entrar com um solicitação judicial sobre um percentual do faturamento destas pessoas ou empresas?? Talvez aí esteja realmente um bom negócio.
Profissionais sem ética ao trabalhar (e divulgar algo que não saiu do cérebro deles).
Será que é tão difícil pensar, raciocinar, promover suas próprias idéias? A mim não!!! Ou será que certas culturas, criações ou faculdades formam profissionais CTRL+C e CTRL+V???
Analisando… talvez sejam os termos corretos: imprudência, anti-ética, preguiça/burrice, entre outros adjetivos/elogios que poderíamos aplicar a estas “pessoas” ou “profissionais”.
Claro que como todo racking elegemos os profissionais: TOP CTRL+C/CTRL+V
Vamos ao resultado da perícia, elencando pelos TOPs (se assim podemos dizer):

TOP 1: CTRL+C + Ctrl+V

Professor Gerson Rossetti:

(prestem atenção: sim.. ele é professor – e filador de autoria alheia)

Apresentou em uma de suas palestras (ENPOBR – Encontro Nacional de Profissionais Oracle – http://www.enpo-br.org/IVEnpo/IVEnpo.asp) .
Realizada RECENTEMENTE em Março de 2008 (imagem do próprio site da exposição). 
PS.: Meu contexto refere-se a ação do profissional Gerson e não do expositor.
E tem mais, o professor cara de pau, ainda disponibilizou os slides contendo meu texto para download.
Increduble!!!!
Vejam as minhas frases expostas no slides apresentados por ele no Encontro (e pior sem nenhuma alteração a não ser uma singular formatação no Power Point):

No slide de REFERÊNCIAS:  Não consta (nem em marca d´agua, nem com auxílio de lupa) o mérito do real autor (engraçado, não???!!)

AVISO (PÊSAMES) AOS ALUNOS DO TAL PROFESSOR:
Apenas gostaria que os alunos do professor supra-citado fiquem atentos e não o tenham como exemplo e ídolo. Ele não é tão inteligente assim!
Talvez ele possa ensiná-los um CTRL+C e na sequência um CTRL+V.
Professor Gerson Rosseti, dentre os 44 slides apresentados 4 fazem referência a minha obra (meu texto – de minha autoria publicados previamente autorizados e patenteados Yahoo! e UOL/Imasters).
Lhe pergunto: Não seria (MAIS DO QUE JUSTO) 11% do valor recebido por sua “palestra” em minha conta corrente?
Quem for aluno dele ou se ele mesmo (um dia ele der a “honra” de fazer uma breve visitinha por aqui) peça pra deixar seu contato ou os 11%.

TOP 2: Próximo Gênio TOP CTRL+C e Ctrl+V

CLAUDIA CAPPELLI:

(Também professora phd – PUC-RIO entre outras).

(já encaminhei um mail de notificação a nossa amiga para retirada e/ou regularização dentro de um prazo aceitável).
Status: aguardando seu feedback Claudia Cappelli
Bomm… agora vem a referência bibliográfica. Nada consta!
Claudia Cappelli, nós profissionais e professores em TI devemos ser exemplo a nossos alunos. Muito fácil utilizar o Google com palavras-chave e copiar e colar e sair apresentando palestras e disponibilizando textos que não foram de seu intelecto.
Lembre-se: “Penso, logo Existo!”

TOP 3: Próximo Gênio TOP CTRL+C e Ctrl+V

PROGRESS AUDITORES

Indignação.

Empresa de auditoria?! Se fosse um quiosque de açaí, vá lá.

http://www.progressauditores.com.br/2.5.htm

Pessoal da Progress Auditores,

Diante do meu texto em sua campanha de marketing e publicidade que tal deixar um percentual aceitável de suas prestações de serviços (diante do meu texto). Somos parceiros e nem ao menos eu sabia?! Engraçado não??? Uma empresa de AUDITORIA!

Pois é amigos que por aqui passam e nos visitam. Novo tipo de furto. Nada de mão armada, ou capuz preto na cabeça, ou para garantir o almoço da criança. São “profissonais” de TI, que filam na faixa sua autoria, idéia, … E segundo a Lei copiar autoria na íntegra ou parcial é Roubo de autoria. E isto é crime.

Bom… existem 23 links fazendo este tipo de “estratégia” .

Pediria a todos dentro de um tempo aceitável de 30 dias a retirada dos respectivos textos em seus sites.

Luciana Costa

Acredito em quem realmente trabalha, pensa e age. E não apenas em profissionais ctrl+c e ctrl+v.

Lembrem-se: Penso, logo existo! (Descartes)