Reduzir pirataria cria empregos, diz BSA

A redução da pirataria produz receita para a indústria de software, traz ganhos para empresas ligadas à tecnologia de informação, gera empregos e proporciona maior arrecadação de impostos.

Estas são algumas conclusões do estudo “Os Benefícios Econômicos da Redução da Pirataria de Software”, apresentado pela BSA (Business Software Alliance) e pela IDC na semana passada.

O estudo avalia que baixar a taxa de pirataria do Brasil dos atuais 56% para 46% nos próximos quatro anos resultaria em um aporte extra de US$ 3,9 bilhões.

Como vice-presidente da BSA (Business Software Alliance), Jodie Kelley gerencia todas as atividades antipirataria da associação em mais de 80 países, representando fabricantes de software, como Microsoft e Apple.

Kelley falou com a Folha sobre o estudo e sobre as atividades da BSA no Brasil. Confira os principais trechos:

*

Folha – Quais são suas expectativas sobre a pirataria de software no Brasil em 2011 comparada com 2010? A taxa vai subir ou descer?

Jodie Kelley – É muito difícil prever se a pirataria vai crescer ou cair no Brasil. Entretanto nós estamos vendo uma dedicação muito forte do governo combater a pirataria e uma forte aceitação em novas medidas educacionais em todo o país. Os 8% de declínio na taxa de pirataria nos últimos quatro anos no Brasil definitivamente são um bom sinal.

As denúncias de internautas são significantes?

Kelley – Nós recebemos denúncias de pirataria de várias formas na BSA. Principalmente, denúncias são feitas diretamente para nossos representantes locais, bem como na nossa página bastade pirataria.com. No Brasil, desde 2008, nós recebemos mais de 8.000 denúncias de pirataria pela internet, o que corresponde a cerca de metade de todas as denúncias que recebemos do país até agora.

Como o Brasil está localizado no ranking global de pirataria, de acordo com o estudo da IDC e financiado pela BSA?

Kelley – A pirataria de software no Brasil está estimada em 56%, com o valor comercial dos programas não-licenciados chegando a US$ 2,25 bilhões. Nos últimos quatro anos, o país teve uma redução de 8% na taxa de pirataria.

A atual taxa é mais baixa do que a média da América Latina, que é de 63%. Nós não fazemos um ranking global, porque nem todos os mercados podem ser comparados, mas entre os países do grupo Bric (Brasil, Rússia, China e Índia), Brasil tem a menor porcentagem. China tem 79%, Rússia tem 67% e Índia 65%.

fonte: folha

Guarulhos tem 2.453 vagas de emprego de até R$ 3.600

Galera que está em busca de uma oportunidade de trabalho ou tá a fim de dar “um zig now” em seu chefe, segue a dica abaixo extraída da folha online. Espero que seja útil 😉

O CIET (Centro Integrado de Emprego, Trabalho e Renda) de Guarulhos recebe inscrições nesta semana para 2.453 postos de trabalho. Os cargos com maior número de vagas são para auxiliar de linha de produção (220), operador de telemarketing (152), costureira em geral (115), ajudante de carga e descarga de mercadoria (83), costureira de máquina reta (60), motorista de caminhão (47) e vendedor pracista (45).

Os salários variam entre R$ 465, para as vagas de atendente de balcão, operador de telemarketing, passadeira, promotor de vendas e vendedor interno, e R$ 3.600 –desenhista projetista mecânico. A carga horária, os benefícios e a escolaridade variam de acordo com os cargos.

Há também vagas com remuneração mais alta, como técnico de refrigeração (R$ 3.000), controlador de orçamento (R$ 3.000), eletricista de manutenção industrial (R$ R$ 2.714), programador de controle de produção (R$ 2.513) e técnico em segurança no trabalho (R$ 2.000).

Do total de vagas abertas, 591 são para portadores de deficiência em ocupações como operador de supermercado (185), auxiliar de linha de produção (156), auxiliar administrativo (69) e empacotador à mão (36). Os salários variam de R$ 471 (ajudante de cozinha) a R$ 940 (auxiliar de produção).

Para se candidatar, os interessados devem comparecer, das 8h às 17h, a um dos quatro postos do CIET (Posto Centro – rua São Vicente de Paula, 163 / Posto Cumbica – rua Capitão Aviador Walter Ribeiro, 359 / Posto Vila Augusta – rua Antônio Iervolino, 225 / Posto Pimentas – avenida Juscelino Kubitscheck, 2760).

É necessário levar carteira profissional, CPF, RG e comprovante de endereço e fazer um cadastro gratuito. A relação completa das vagas pode ser consultada no site www.guarulhos.sp.gov.br

Fonte: folhaonline

:: LUCIANA COSTA ::

PEQ – Programa Estadual de Qualificação e Requalificação Profissional

Objetivo:

Oferecer cursos gratuitos de qualificação profissional em todo o Estado, com o objetivo de preparar / capacitar o trabalhador para as novas exigências do mercado de trabalho e exercício da cidadania.

Público-alvo:

Trabalhadores desempregados ou em vias de perder o emprego, pequenos e microprodutores e trabalhadores autônomos.

Como funciona:

Em 2.007 a Fundação SEADE foi contratada pela SERT para realizar pesquisa afim de caracterizar a Estrutura do Mercado e Tendências da situação ocupacional no Estado de São Paulo. Esta pesquisa gerou o diagnóstico das demandas de qualificação profissional no âmbito do Estado, que por sua vez, irá nortear as ações da SERT nessa área.
Estas ações serão executadas em parceria com Órgãos Públicos, Sistema S e Instituições de Ensino Profissionalizante.

Como participar:

Os interessados nos cursos deverão se cadastrar no site Emprega São Paulo (www.empregasaopaulo.sp.gov.br) ou procurar um Posto de Atendimento ao Trabalhador – PAT – mais próximo de sua residência. O Programa Estadual de Qualificação está em fase de contratação, os cursos terão início no 2º semestre.

Confira no link a seguir os cursos e números de vagas ofertados na cidade ou região de seu interesse:

Vagas

Conheça o site do PEQ, clicando no link abaixo:

Programa Estadual de Qualificação Profissional

Sistema de Acompanhamento dos Cursos de Qualificação:

Clique aqui!

Endereços dos Postos de Atendimento ao Trabalhador:

PAT – Posto de Atendimento ao Trabalhador

Fonte: site Governo do Estado de SP

:: LUCIANA COSTA ::

Parceria SERT e SENAI

Olá Pessoal,

 

Sempre digo que quem tem informação… tem poder. Quem tem conhecimento… consegue enxergar novas portas e gerar novas oportunidades.

A SERT em parceria com a rede SENAI e SENAC está oferencendo opotunidades e novos horizontes a quem busca uma recolocação no mercado de trabalho.

E desde outubro (com imenso prazer) faço parte deste mega projeto.

🙂

Mega em todos os sentidos! 😉

Um projeto que não é apenas papel. É estratégia! É ação!

(digo com certeza, pois estou envolvida diretamente nele – E RELATO AOS PROJETOS QUE ESTOU ENVOLVIDA!)

Foi primeiramente planejado todo um escopo didático (planejamento, profissionais, material didático e material de apoio, …) cujo objetivo é preparar as pessoas para as novas exigências do mercado e reflexos da globalização.

Os alunos possuem aulas de Habilidades Gerais e Habilidades Específicas. Onde uma habilidade complementa a outra habilidade.

E imagine! Esta soma já está colhendo resultados produtivos e já podemos sentir alguns resultados iniciais com a formação das primeiras turmas (INF 1 a 7) -> Trabalhamos não apenas para treiná-los e sim capacitá-los, no quesito pessoa, profissional, perfil, entre outros pontos que nós trabalhamos em sala.

Eu (Profª Luciana) trabalho junto aos alunos desenvolvendo as Habilidades Específicas (área de tecnologia- Informática)- > que envolve a capacitação e desenvolvimento de perfil técnico para habilitá-los ao mercado de trabalho.

Porém, em Habilidades Gerais, contamos com o apoio e experiência de nossas amigas profissionais (Rosa e Cris) que dão todo o embasamento para desenvolvimento do auto-conhecimento, do  senso-crítico, auto-imagem de nossos alunos/profissionais.

E sabe o que é mais interessante nisto?

É perceptível que os profissionais envolvidos no front-job (Eu, Vania, Rosa, Cris) não estamos apenas em prol a um projeto e sim estamos envolvidas de corpo-alma e coração. 

O quanto isto é bom? Nem precisa responder, né?!

O sorriso responde, os shows em sala de aula respondem, o desempenho dos treinandos respondem! E os resultados… são visíveis! Mas sempre digo a cada treinando… que eles devem estar abertos a receber um leque (imenso) de informações que vão ajudá-los na vida profissional e pessoal.

É uma soma! E toda soma deve ser uma VITÓRIA! É esta sementinha que planto a cada dia. Assim espero que todos os treinandos (alunos) entendam cada palavra nossa, cada atividade, cada observação, pois como digo: “O currículo deles é o nosso currículo, portanto, plantamos neste período sucesso” -> O sucesso deles é o nosso sucesso!

Pois é, vamos plantando as sementes para que elas tornem grandes árvores, fincadas com raízes extensas e firmes e cheia de frutos.

( https://lucianacosta.wordpress.com/2009/01/27/turma-inf2-parabens/)

Prosperidade a todos!

:: LUCIANA COSTA ::

 

 

 

 

2000 INOVE Chegou!!!

Galera, estou de volta !!! 

Estava de “férias”!  Um descanço sempre é muito bem-vindo ainda mais no fim do ano! Mas não significa que estava 100% parada… no backstage está rolando muita correria!

2009 promete !!! Nem te conto!

Estou cheia de planos, novas propostas muito bacanas  e vários (digo realmente que são vários projetos!) e este ano todos entrarão em ação (com crise ou sem crise -> metas são metas!). Portanto, vocês serão os maiores beneficiados e sairão (os projetos) do Autocad, do Excel e do Visio para enfim se tornarem TODOS tangíveis.

Dentre os fatos por aqui para 2000Inove eu também prometo escrever mais. Darei uma atenção ainda maior aos blogs por mim mantidos e ao site que já está (quase) saindo do forno. Mesmo om o site… o blog continuará normalmente!

NOvas!! NOvas!!!

O ano mal começou e surgiram (hoje) 4 novas propostas de trabalho. Claro que não vou abrir mão do que já estou… vou fazer uma junção… fazer casar horário… mas cá entre nós… é um baita privilégio em pleno primeiro dia útil do ano começar assim… bem na fita (como dizem – rsrs).

EBA!!!

Bem… estamos a todo vapor! Ano novo, novas energias, pensamentos positivos e… muita informação a ser “postada” por aqui.

BeijodaLU

:: LUCIANA COSTA ::

CARREIRA – 7 pecados de um currículo

Que tipos de erro costumam fechar as portas nas empresas de tecnologia?

Um currículo bem-feito não garante a sua vaga, mas pelo menos não elimina você da lista de candidatos na primeira etapa da seleção. Por isso, cuidado para não errar. Basta um pequeno deslize e as suas chances de passar para a fase da entrevista evaporam. Você tem pouquíssimos segundos para capturar (ou perder) a atenção. Mas o que as empresas de tecnologia levam em conta num currículo?

Para entrar no Google, a ordem é especificar e detalhar as ferramentas utilizadas, pontuar os projetos de atuação e o nível de envolvimento. “As pessoas costumam colocar de maneira geral o que é específico”, diz Deli Matsuo, diretor de recursos humanos para a América Latina do Google. Como a empresa utiliza banco de dados para buscar possíveis candidatos, as tecnologias se tornam decisivas. Se o Google procurar um profissional com conhecimento em Java, por exemplo, somente os candidatos que usaram essa palavra no currículo serão listados no resultado da busca.

Mas não confunda informações específicas com desnecessárias. O curso básico de Microsoft Office ou a visita a uma empresa de tecnologia devem ser deletados. Informações como RG e CPF, também podem sair de cena, a menos que sejam pedidos no processo de seleção.

Com o objetivo de evitar descuidos como esse, há quem pense em currículos personalizados. “O ideal é ter dois currículos, um sucinto e específico para vagas mais definidas e outro mais genérico e maior para enviar às empresas em geral”, diz Marcelo Braga, da consultoria em Recursos Humanos Search. Ele cita também a informação sobre a fluência em língua estrangeira como uma zona de perigo. Mentir no currículo é muito ruim para o profissional, mas nesse caso é ainda pior, pois numa primeira entrevista a mentira será descoberta. “O melhor é ser sincero e poupar o tempo do candidato e do selecionador”, diz.

7-pecados-de-um-curriculo1

Assim como as mentiras, a pretensão salarial também está vetada. Nem pense em incluir no currículo o quanto quer ganhar. “Essa área requer profissionais com a capacidade de visão de negócio, cuja remuneração está alinhada à demanda do projeto”, afirma Fátima Domingues, consultora de recrutamento e seleção da Manager. Além disso, cuidado com o e-mail que vai deixar para contato. Procure deixar um endereço que você acessa com freqüência e que não mudará no longo prazo. Pense que seu currículo pode ser selecionado depois de meses (ou até anos) e se a empresa não conseguir contatá-lo você perderá a chance de concorrer à vaga. E, acredite, isso acontece até no Google.

Antes de começar a produzir o seu currículo, esteja certo do seu objetivo profissional. “Faça uma avaliação prévia do papel que pretende desempenhar na empresa”, diz Irene Azevedo, sócia associada da Kienbaum — Keseberg & Partner. E quando souber seja muito claro ao descrevê-lo no currículo. A clareza das informações também é importante ao detalhar o que fez em empregos anteriores. Tente ser objetivo sem usar um vocabulário muito técnico. Lembre-se de que o primeiro contato, na sua maioria, é com alguém do RH e não da área técnica. “O profissional deve chamar a atenção do avaliador e despertar interesse para uma entrevista técnica”, diz Fátima Domingues, da Manager.

O que escrever no currículo?

Numa seleção, os gestores querem saber o quanto o candidato se envolveu, as decisões que tomou e os projetos que executou em carreiras anteriores. Mas como colocar isso num currículo? Marcos Haniu, consultor da Authent, empresa de recrutamento executivo dá as dicas:

  • •Escreva sobre os projetos que implementou. Se não começou do zero, detalhe as atualizações e as manutenções que foram feitas, citando a tecnologia utilizada, como banco de dados e linguagem de programação;
  • •Quando mencionar os projetos, informe quem foram os parceiros envolvidos, qual foi o orçamento e em quanto tempo ocorreu a implementação,
  • •Cite o quanto a empresa ganhou financeiramente e quantas pessoas estavam sob sua liderança (se houver).
  • •Informações sobre as dificuldades encontradas e as respectivas soluções também são bem-vindas.

O que não fazer

Extermine sete grandes erros do seu currículo

1. Evite e-mails ou telefones que mudam com freqüência
Já pensou você perder uma vaga de emprego no Google porque o seu e-mail e o seu número de celular foram mudados? Saiba que isso já aconteceu, segundo Deli Matsuo, diretor de recursos humanos para a América Latina do Google.

2. Presença do número de documentos
RG e CPF não são informações que interessam à empresa antes da sua contratação, poupe o tempo da empresa de recrutamento e delete esses dados.

3. Falta de clareza ao descrever os objetivos
Seja direto ao descrever seus objetivos. Diga, por exemplo, que pretende uma vaga como gerente de projetos de TI ou como consultor de sistemas de gestão e aplicativos SAP

4. Pretensão salarial
Nunca inclua a sua pretensão salarial. Isso pode te atrapalhar numa possível negociação para a vaga

5. Cuidado com o tecniquês
Tenha sempre em mente que antes de chegar a uma pessoa mais técnica, seu currículo pode passar por um profissional de RH que não entende a língua dos bits e bytes. Não deixe de mencionar as linguagens e tecnologias que domina, mas, além disso, procure fazer um breve perfil, dizendo quanto tempo tem de carreira e que tipo de projetos participou.

6. Venda-se bem
Não economize nas informações que contam ponto para você. Se participou de algum projeto importante, além de citá-lo, diga o quanto a empresa ganhou com ele, conte quantas pessoas estavam sob seu comando

7. Informações falsas
Nunca minta. Se não sabe inglês, não adianta dizer que tem nível técnico ou intermediário em conversação. Lembre-se que você terá de provar os conhecimentos que diz ter.

Publicado originalmente na revista INFO de março de 2008

:: LUCIANA COSTA ::