Caso Uniban ABC – tumulto descabido

Gente, fiquei indignada com este caso da Uniban ABC e mais ainda com a reação de hostilização da galera! Não estou aqui para ser advogado de defesa e nem de acusação de ninguem (e graças a Deus nem gosto desta área).

Mas acima de tudo defendo o direito de ir e vir,  de cidadania, de respeito, de convivio coletivo, de aceitar as pessoas como elas são.

Gente, estamos em 2009 e cada um faz de sua vida o que quer. Roupa não é rotulo e sim o carater é o que prevalece.  Vai dizer que não tem uma penca de “santinhas” embutidas em uma saia até os pés e golas até o queixo e  “santinhos” debaixo de ternos e gravatas?! Me poupem, viu!!!

Que tal estudar, cada um cuidar do seu projeto de vida e dar  + valor as mensalidades que cada um paga e fazer valer cada minuto de aula para conseguir um lugar ao sol?!

Ela pode até ter exagerado na dose, mas ela em si não estava incomodada. Isto ficou feio para todos menos para ela! (basta ver milhares de notícias de imprensa a fora).

Este tumulto descabido e desnecessário ficou ruim para o nome/marca da faculdade, para o curriculo de quem carrega o nome da faculdade, ou seja, alunos.

Já ouviram falar em rótulo popular? Pois é, sabemos que nós brasileiros temos o vício de rotular pessoas, empresas, marcas,… e a faculdade em questão será ( e está ) rotulada sobre este caso… e claro…, os alunos que frequentam esta faculdade também serão rotulados.

O balaio sobrou para o nosso bom senador Suplicy que irá ministrar para galera palestras de cidadania.

Meu único questionamento é onde está a educação e o respeito? (me refiro a de berço, educação familiar).

Lembro que ficou uma imagem negativa na imprensa para todos (faculdade e alunos) menos para a menina. Pensem!!! Quem vai  passar vergonha nas futuras entrevistas de emprego??? Infelizmente isto prejudicará outros alunos dos outros campus!!!

ELIMINAR NÃO É RESOLVER!!!

Veja o artigo publicado no site da Globo G1:

A jovem de olhos claros ganhou destaque na imprensa após ser xingada por alunos da Uniban porque usava uma roupa muito curta. Vídeos com as manifestações hostis foram postados na internet e a polêmica ficou maior ainda quando a universidade publicou nos jornais uma nota informando sobre a expulsão da aluna.

O senador Suplicy entrou na história e contou que pediu ao reitor que reconsiderasse a posição. Em entrevista coletiva, o vice-reitor da Uniban, Ellis Brown, anunciou na terça-feira (10) a volta de Geisy ao quadro de alunos. Ele informou também que o parlamentar abrirá uma série de palestras sobre formação na universidade e cidadania.

A defesa de Geisy acredita que a ida dela não é a melhor solução no momento. “Nossa estratégia com a Uniban é criar menos possibilidade de confusão e tumulto”, contou o advogado Nehemias de Melo.

Nesta quinta, ele e sua equipe protocolaram junto à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), onde corre o inquérito, um pedido para que a polícia peça junto à Uniban imagens que possam ter mostrado o tumulto de outubro. Além disso, querem o nome das pessoas ouvidas pela universidade na sindicância interna aberta por ela.

Fonte: G1

Anúncios