Criminosos “caçam” vítimas usando Facebook e Twitter

Excesso de exposição faz mal, muito mal. Gostaria de entender que necessidade é esta que as pessoas tem de relatar de forma tão exposta (ainda mais nos tempos atuais) sua vidas, seu planejamento, seus namoros, suas famílias, seus filhos e bens pessoais?!

Acreditam que estão imunes?

Mero engano. Atualmente é muito difícil de acreditar que estamos imunes.

Sonha, Alice!!!

Devemos ter este cuidado! Motivo o qual não tenho redes sociais pessoal e meu Twitter é apenas para comunicar sobre eventos e artigos sobre TI.

Portanto, abra o olho e fique esperto antes de dar aceites na net e muito cuidado com o que expõe.

Como dizem os antigos “Parte do mundo é mal-intencionada”

Veja o artigo da Reuters logo abaixo:

Os usuários do Facebook mais entusiasmados com a chegada do feriado ou com um aparelho de alta tecnologia recém-comprado podem não apenas estar contando aos amigos, mas também a potenciais assaltantes, alertou uma seguradora nesta sexta-feira (28).

Um pesquisa com 2.092 usuários de mídia social, realizada pela empresa britânica Legal & General, descobriu que quase quatro a cada dez pessoas que utilizam sites de rede social, ou 38%, publicam detalhes de planos para o feriado. Outros 33% revelam informações sobre um final de semana fora de casa.

“Juntamente com a descoberta de que uma proporção alarmante de usuários está preparada para ser contato de pessoas que na verdade não conhecem, isso apresenta um sério risco à segurança da casa e dos pertences do indivíduo”, afirma a seguradora.

Em um relatório intitulado “O Criminoso Digital”, a Legal & General informa que as pessoas usam sites de mídia social para se conectar com outras que são essencialmente desconhecidas, o que pode fornecer informação vital para potenciais ladrões.

Para testar quão rapidamente as pessoas aceitam “amigos” on-line, a pesquisa, conduzida pela Opinion Matters, envolveu o envio de cem solicitações a estranhos selecionados por acaso.

Dentre o total, uma proporção de 13% aceitou o convite no Facebook e 92% no Twitter, sem qualquer checagem.

Mas além destes novos “amigos”, o levantamento descobriu que 64% daqueles com idade entre 16 e 24 anos compartilham seus planos para o feriado.

Segundo a pesquisa, homens são bem relaxados sobre dar informações on-line: 13% inclui o número do celular no perfil, contra 7% das mulheres. Quase 10% deles também divulgou o endereço, enquanto apenas 4% das mulheres o fizeram.

“Essa reação pode resultar em um completo estranho obtendo detalhes sobre interesses, localização e movimentos da pessoa dentro e fora de casa”, sustenta a Legal & General.

da Reuters, em Sydney/Folha

::LUCIANA COSTA ::

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s